Follow by Email

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Malhando

Não basta a médica recomendar que você faça alguma coisa - "porque essa criança vai ficar enorme, e haja assoalho pélvico, minha filha" - e você ter uma amiga-anjo que já tinha oferecido tempo, disposição, recursos, conhecimentos e amor, muito amor, pra por o plano em prática. Tem que ter filha-boneca atrapalhando ajudando todo o processo. E aí, lá pelas tantas, quando você tá se acabando no exercício:

- Mamãe, você é linda! Estou muuuuito orgulhosa de você.

Quando eu olho você, Ana, eu até esqueço meus fantasmas e fico orgulhosa de mim, também. Afinal de contas, foi de mim e do meu parceiro-príncipe que saiu essa riqueza sem fim. *-*

Nenhum comentário:

Postar um comentário