Follow by Email

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Quem não tem cão

Fui comprar roupinhas que o Lucas precisava, achei justo comprar alguma bobeirinha pra ela.

- Mamãe, pode ser um relógio? Eu quero um relógio...

Considerando-se que o relógio em questão custava sete reais, achei a escolha excelente.

Indo pra casa perguntei as horas:

- Tem um cinco... e depois um dois. E outro dois.

- Cinco e vinte e dois, então.

Depois, à noite, foi mostrar o relógio pra tia:

- Ó, Dedé! O relógio que a gente comprou na tia Regina...!

- Que lindo! E que horas são?

Olha o relógio fixamente por alguns segundos. Depois, a resposta:

- É hora de jantar!

^^

Nenhum comentário:

Postar um comentário